Quinta, 19 de Outubro de 2017
Belgrano Souza

BLOG A Igreja e os Desafios Contemporâneos por Belgrano Souza

Pai de Família, Pastor, Advogado e Servidor Público. Especializado em Direito Público, Ambiental e Ambiental Urbanístico.

2017-08-31 15:01:57
A+ A A-

O que move sua vida?

Em João 8: 1-11 os Escribas e Fariseus indagaram Jesus Cristo sobre o destino de uma mulher que havia sido pega em adultério.

A título de informação e revolta, esta ação por parte de judaizantes era uma armadilha contra Jesus Cristo e este mesmo grupo estava expondo a vida íntima desta mulher diante de uma grande multidão.

Fora isso, os tais religiosos de plantão prontamente deram a sentença com base na Lei Mosaica: Apedrejamento em Público.

Ocorre que, Jesus Cristo, movido pelo propósito da sua vida, que era o estabelecimento da Graça em detrimento da Lei, decretou que aquele que não tivesse pecado poderia apedrejar a mulher pega em adultério.

Bem, diante de tamanha sabedoria, não houve quem ousasse atirar uma pedra sobre a mulher, mesmo que fosse uma minúscula pedra; até porque, todos pecaram e carecem da glória de Deus (Romanos 3: 23).

Todavia, a exceção nesta cena é o próprio Jesus Cristo, pois N’Ele não foi achado pecado, conforme declaração de Pilatos no final de sua vida (João 19: 4); logo, o único que poderia apedrejar esta mulher seria Jesus Cristo.

Ocorre que, Jesus Cristo nunca foi movido pelas coisas desta terra, nunca foi movido por leis terrenas, nunca foi movido por si mesmo, nunca foi movido por ideologias terrenas, nunca foi movido sentimento de vingança, nunca foi movido por arrogância e prepotência, nunca foi movido por ética ou moral de uma determinada cultura, etc., Ele sempre foi movido pelo propósito do Pai para sua vida: Estabelecer a Graça em detrimento da Lei – Tempo da Redenção (João 4: 34).

Por isso, para esta mulher pega em seu ato de adultério, Jesus Cristo, que não agiu como legalista, religioso, farisaico, hipócrita, ofereceu o tratamento da Graça, favor imerecido, que não acaricia pecado, que não condena sem antes possibilitar o arrependimento, que perdoa a transgressão do homem, que salva e estabelece um novo modo de vida, não o tratamento da Lei, do olho por olho e dente por dente, onde pessoas devem ser tratadas como se não houvesse possibilidade de retorno aos braços do Pai.

Enfim, a pergunta que fica é: O que move sua vida? Seu foco está no propósito do Céu ou da Terra? Em suas relações diárias, no trabalho, em casa, na igreja, na vizinhança, nos negócios, na faculdade, nas amizades, quando está a sós, na internet, diante do pecador, nas oportunidades de ser igreja, comendo, bebendo ou fazendo qualquer outra coisa: Você é movido pela Graça ou pela Lei (1 Coríntios 10: 31)?

Diante disso, que cada um possa refletir e saber o que tem nos movido em vida, mas é importante ressaltar que aquele que diz estar firmado em Jesus Cristo, que és um cristão, um discípulo, deve andar como Ele andou: Movido pela Graça (1 João 2:6).

Siga o CanaãBRASIL no Twitter e no Facebook  

LEIA TAMBÉM

DEIXE SEU COMENTÁRIO

* E-mail:
* Senha:
Seja o primeiro a comentar esta matéria!