Quinta, 19 de Outubro de 2017
Por Kimberly Carvalho  |  2017-07-06 17:56:53
A+ A A-

Estado vs liberdade

Diz-se que em uma sociedade desigual como a nossa, as políticas públicas deveriam promover transformações sociais. Mas estas não acontecem por um motivo, simples e óbvio, que muitos ditos intelectuais fazem questão de não entender: quanto maior o Estado maior a corrupção, maior a pobreza e maior a miséria. Quando se abre as portas para a liberdade individual e liberdade para que o cidadão realize suas transações econômicas, sem a interferência Estatal, maior é a distribuição de renda, menos os impostos. Abre-se, em suma, possibilidade para que muitos tenham acesso à renda.

É certo que quanto mais liberdade tivermos, maior a riqueza do país. Não são as políticas públicas ou as migalhas do Estado, em troca de impostos altíssimos, que trarão riqueza para o cidadão. São muitos os exemplos que posso trazer, e um deles é a Venezuela. Um dos países com maior produção de petróleo do mundo, não conseguiu se manter em pé com tamanha interferência do Estado na produção de riqueza do país. Ocorrendo a diminuição da liberdade do cidadão para produzir sua riqueza e crescer. Sendo assim, mais de 80% (oitenta por cento) da população vive em situação de extrema pobreza e miséria. Então, enquanto cidadãos preocupados com o que chamamos de direitos humanos, devemos refletir o quanto as políticas de interferência estatal na vida individual do cidadão amplia muito a miséria e a pobreza. Devemos refletir onde está a humanidade de um governo quando vê a nação passando fome.

Cuba é outro exemplo: país devastado pelo atraso econômico, pela miséria, censura e pela falta de liberdade religiosa, política e econômica. São países que tem sido assolados pela influência autoritária de seus lideres na vida de seus cidadãos.

Como cidadãos preocupados com os direitos humanos, devemos contribuir para que as pessoas, possam viver suas vidas, livres e prosperas, e não podemos deixar e aceitar que usem a influência dos direitos humanos para defender autoridades corruptas, bandidos que infringe a lei, bem como nações que vivem sob o julgo do autoritarismo e da ditadura das minorias e da justiça social.

Siga o CanaãBRASIL no Twitter e no Facebook  

LEIA TAMBÉM

DEIXE SEU COMENTÁRIO

* E-mail:
* Senha:
Seja o primeiro a comentar esta matéria!